13 MACETES TESTADOS PARA MONTAR UMA APRESENTAÇÃO DE IMPACTO

Autor Cristina Leonhardt 25 de junho de 2018

Já pensou que a sua apresentação de slides pode estar impedindo que seus alunos aprendam? Já vi minha cota suficiente de apresentações para saber que um set de slides bem pensado pode ser a diferença entre um público engajado e motivado ao final do treinamento, e um que ficou dormindo durante ele.

Uma das coisas que eu mais faço hoje é criar apresentações para meus treinamentos e palestras, ou revisar as dos nossos professores. Com o tempo, fui aprendendo o que funciona e o que não funciona em sala de aula e tenho recebido bons feedbacks a respeito das minhas apresentações.

Neste post, vou compartilhar os meus mapas mentais e macetes que me ajudam a aumentar o engajamento dos alunos e a sua sensação de ter aprendido algo único.
 
 

1. O foco é você, não a apresentação

Caso fosse diferente, o aluno leria um livro. Prenda a atenção do aluno usando pouco texto e mantendo a comunicação em você.

Outro ponto importante: seja único e memorável. Todo mundo já sabe que tem que lavar as mãos após ir ao banheiro – que história só você poderia contar que ilustrasse as consequências de não lavar as mãos?

Eu gosto de contar bem vividamente as minhas peripécias em casas de amigos para conseguir abrir a tampa de lixeiras sem pedal: enrolo a mão no papel higiênico, abro a tampa, jogo fora o papel usado, depois desembrulho a mão e jogo fora este papel. E como fecha a tampa? Com o pé!

Esta é uma forma de focar a atenção em mim, e não no que está no slide.
 
 

2. Humanos aprendem com histórias – e emoção

O que me faz reforçar este ponto: seres humanos aprendem entendendo o contexto e através de histórias. Somos programados para entender histórias, então use e abuse de storytelling. As histórias reais, que só você pode contar, é que trarão significado ao aprendizado.

Eu adoro contar histórias dos meus dedos podres, das vezes em que falhei ou das escolhas erradas que fiz como gestora: isso aproxima o aluno, reduz a distância e faz com que ele também contribua.

apresentação de impacto

 
 

3. Menos texto

O foco de uma apresentação ou treinamento é o professor – se o mesmo conhecimento poderia ser adquirido lendo um livro, não há muita motivação para o aluno prestar atenção à aula.

Portanto, menos texto, mais presença: o aluno está ali para lhe ouvir falar, não para ler um slide lotado de texto.

Não faça isso:

apresentação de impacto

Faça isso:
apresentação de impacto
 
 

4. Mais imagem

Uma imagem relacionada ao tema que está sendo discutido ajudará o aluno a ter uma memória mais forte e perene do que um amontoado de palavras. Não economize: para aumentar o impacto, use imagens grandes, uma por slide – explodidas.

Bancos gratuitos de imagem são excelentes fontes de fotos inspiradoras, que trarão mais leveza e modernidade para sua apresentação. Eu (e o mundo) gosto do Unsplash, Gratisography, Visual Hunt     .

 

Não faça isso:

apresentação de impacto

 

Faça isso:

apresentação de impacto
 
 

5. Tamanho de letra mínima: 16

Vamos deixar aqui combinado? Tamanho de letra mínimo: 16. Não importa a fonte, sempre vai funcionar. 16, ok? Não 14, não 12, não 10, muito menos 8.

Se você vai usar texto, que seja pouco. E grande.

 

Não faça isso:

apresentação de impacto

Faça isso:

apresentação de impacto
 
 

6. Slides são gratuitos

Quando for sumamente importante usar texto, divida os diferentes parágrafos – ou frases – em slides diferentes. Slides são gratuitos, e a regra de que uma apresentação tem que ter poucos slides só se aplica se você está lotando cada um deles de informação.

Use slides separados para causar surpresa, marcar os subtítulos das apresentações, organizar o pensamento.

Não faça isso:

apresentação de impacto

Faça isso:


 
 

7. Anime os textos

Em slides com mais de um parágrafo, ou quando usar listas, anime o texto e controle o seu aparecimento conforme você fala. Caso todo o texto apareça todo de uma só vez, no início do slide, o aluno irá escanear rapidamente a apresentação e deixará de prestar atenção em você.

 

 

8. Fotos que emocionam

Conexões humanas com o conteúdo, só se houver emoção. Então você pode até usar aquela foto do equipamento cheio de remendos para o treinamento com o pessoal de manutenção, mas não se esqueça que ali não tem nenhum robozinho.

Não faça (só isso):

apresentação de impacto

Faça isso:

apresentação de impacto
 
 

9. Vídeos, GIFs

Outra forma de trazer movimento ao treinamento é usando vídeos e GIFs. Agora, nada daqueles GIFs escondidos na tela – a ideia aqui é explodir a imagem, de forma a aumentar o impacto.

Eu particularmente gosto de usar GIFs para brincar e trazer um pouco de humor para a aula, como por exemplo este ótimo da Britney. 😉

apresentação de impacto

Você encontra um grande acervo de GIFs no Giphy.

 

 

10. Seus alunos sabem ler.

Não leia, apenas comente o texto do slide. Para isso, evite ao máximo usar frases completas.

Esta eu aprendi a duras penas (dos outros) em uma empresa em que trabalhava. No meio de uma apresentação de Vendas, o CEO disse apenas categoricamente:

“Eu sei ler. Você não precisa ler cada número da tabela, apenas me diga a sua análise deles.”

Ouch!

Lembre-se disso: a sua plateia sabe ler, a apresentação é sobre você, não os slides, e já tem pouco texto. Analise, estresse pontos importante, conte histórias a respeito.

Mas não leia, por favor.
 
 

11.Tabelas são impossíveis de serem lidas

Principalmente tabelas. Não leia tabelas. Não use tabelas. Tabelas são ótimas numa planilha, para fazer cálculos, mas há um motivo pelo qual você não usa o Excel para apresentações.

Tabelas não funcionam em apresentações. Mostre seus dados de outra forma.

Não faça isso:

apresentação de impacto

Faça isso:

apresentação de impacto
 
 

12. Notas são suas amigas.

Ah, Cristina, eu sou uma pessoa esquecida, se não escrever na tela, esqueço.

Para não se esquecer de falar coisas importantes, você pode ter notas em mãos com as frases que precisam ser ditas.

E vale refletir que, se aquilo que você falará para os alunos é tão fácil de ser esquecido que precisa estar escrito nos mínimos detalhes, talvez não seja o conteúdo certo para você. Afinal, a apresentação deve ser sobre o que você domina, não sobre o que você copiou e colou de algum outro lugar.

 

 

13. Tenha coesão entre os slides

Olha que fácil: escolha 4 cores, uma letra e seja feliz. Você não precisa criar um esquema novo a cada slide, e ainda traz uma sensação de coesão para quem está assistindo.

Coloque a sua apresentação na versão miniatura e veja se os slides conversam entre si.

apresentação de impacto

 

 

Agora é a sua vez: conta para mim nos comentários quais são os seus mapas mentais e macetes para aumentar o impacto das suas apresentações. Vamos melhorar a efetividade dos nossos treinamentos juntos!

 

Ah, e em caso de você estar se perguntando: todos os exemplos são treinamentos meus! Para você ver que eu ainda tenho muito o que aprender (ainda bem que o “não faça isso” são todos dos meus cursos mais antigos :P).


Quer continuar melhorando seus treinamentos? Então vale a pena conhecer a metodologia que a Tacta adota, que inclui a socialização planejada, e as dicas do Dafné para gestores que também ensinam suas equipes.

Autor

AUTOR

Cristina Leonhardt

Fundadora da Tacta Food School e da Sra Inovadeira. Visionária de Alimentos. Mãe. Professora. Consultora. Viajante.

Ideias malucas me interessam e pessoas que as colocam em prática muito mais!

4 comentários sobre “13 MACETES TESTADOS PARA MONTAR UMA APRESENTAÇÃO DE IMPACTO

  1. Já cometi váaaarios desses rsrsrs

    1. Agora já tem dicas de como melhorar o jogo 😉

      1. Ameiiiiiii!!!!! Vou colocar em prática HOJE!!!

  2. Adorei o “slides são grátis”. De nada adianta poucos slides carregadíssimos.
    Acho válido também usar slides de cor de fundo ou leiaute constrastantes, com moderação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Faça parte da nossa rede
para receber conteúdo de primeira
e interagir com profissionais do setor!

Voltar ao topo Voltar ao topo